segunda-feira, 27 de abril de 2009

Com caso confirmado na Espanha, gripe suína chega à Europa

MADRI - Com a confirmação de um caso de gripe suína na Espanha, a doença chega a Europa. O caso confirmado é de um cidadão espanhol que viajou recentemente ao México, onde a enfermidade já matou 103 pessoas. O chefe da divisão de saúde da União Europeia, Androulla Vassiliou, recomendou nesta segunda-feira, 27, que os cidadãos europeus não viajem para locais afetados pela gripe suína. Ministros de Saúde dos países europeus devem se reunir na quinta-feira, 30, para discutir a doença.

A União Europeia deu início à organização de uma reunião de emergência dos e os países já reforçaram as precauções com voos procedentes do México. A UE não deu instruções formais aos europeus, mas afirmou que vai discutir formas de prevenir a transmissão da doença no continente.

A confirmação do caso espanhol foi feita nesta segunda pela ministra da Saúde da Espanha, Trinidad Jiménez. O caso foi detectado em um jovem da localidade de Almansa, que apresentou problemas respiratórios e febre após voltar do México em 22 de abril. "Foi confirmado que o paciente de Almansa que estava em observação desde o dia 25 deu positivo para o vírus da gripe suína H1N1", disse Jiménez em uma coletiva de imprensa no Ministério da Saúde, após uma reunião de emergência sobre o tema.


Casos suspeitos

Ao todo, 17 pessoas estão sendo observadas na Espanha depois de apresentar sintomas que poderiam corresponder ao da gripe de origem suína.

Na Suíça, cinco pessoas estão sendo submetidas a exames por apresentar sintomas da doença. Em todos os casos, os pacientes voltaram recentemente do México, onde surgiu o foco da gripe suína.

Nesta segunda, 12 pessoas foram hospitalizadas na Dinamarca e na Suécia com sintomas semelhantes aos da gripe suína para realizarem exames médicos. O Instituto de Doenças Contagiosas da Suécia confirmou que cinco pessoas, das quais pelo menos dois estiveram recentemente no México, foram internadas em centros hospitalares do país.

Em Israel, dois casos da doença estão sendo investigados, de acordo com o jornal Haaretz. Os dois pacientes voltaram recentemente do México e as autoridades sanitárias israelenses acreditam que os casos podem ser confirmados em até dois dias. As autoridades sanitárias ordenaram aos centros médicos que qualquer caso suspeito seja colocado em quarentena até que os testes médicos confirmem ou desmintam se o paciente tem a gripe.


Estadão


Entenda a gripe suína e saiba como ela é transmitida

Doença é transmitida pelo ar ou por contato direto com secreções de pacientes infectados

da Redação - estadao.com.br


SÃO PAULO - A gripe suína atual surgiu em criações de porcos e reúne genes de vírus que podem atingir suínos, aves e humanos. Apesar de ser chamada "gripe suína", o consumo de produtos de origem suína não transmitem a doença. A transmissão, como todas as outras gripes, se dá pelo ar ou por contato direto com secreções de pacientes infectados. Entenda a doença:

Por que se chama gripe suína?

A linhagem responsável pelo surto atual surgiu em criações de porcos e reúne genes de vírus que infectam suínos, aves e humanos

Há risco em comer carne suína?

Comunicado do Ministério da Saúde afirma que "o consumo de produtos de origem suína não representa risco à saúde das pessoas"

Como ocorre a transmissão?

Como em qualquer gripe, ocorre pelo ar ou por contato direto com secreções de pessoas infectadas. No início, houve transmissão de porcos doentes para humanos

Existe tratamento?

Há remédios antivirais eficazes, mas devem ser administrados em até 48 horas depois do aparecimento dos primeiros sintomas da doença

Como prevenir?

Ainda não há vacina específica para o novo vírus, mas convém tomar a vacina para gripe comum, embora os benefícios sejam incertos. Alguns antivirais também podem ser usados preventivamente por profissionais de saúde que lidem com casos suspeitos. Quem vai viajar para áreas com a doença, pode levar remédios na mala

É recomendável ter os antivirais em casa?

Não. O uso indiscriminado do medicamento pode criar vírus resistentes. Vários países, inclusive o Brasil, têm estoques estratégicos do medicamento para serem distribuídos em caso de necessidade

Como saber se estou com a gripe suína?

Não há casos confirmados no Brasil. Pessoas com sintomas de gripe que viajaram para países onde há a doença devem procurar o serviço de saúde da sua cidade

Qual exame detecta a doença?

Um teste rápido confirma se a pessoa foi infectada por um vírus da gripe. Para saber se o vírus pertence à nova cepa, são necessários exames genéticos que demoram alguns dias

Posso viajar para países com casos da doença?

Especialistas entrevistados pelo Estado afirmam que, caso seja possível, vale a pena adiar viagens para tais países

Caso não possa adiar a viagem, quais as recomendações?

Usar máscaras cirúrgicas nos locais afetados, não compartilhar objetos pessoais, evitar aglomerações e contato com doentes

Um comentário:

Laguardia disse...

o Perigo é que nosso presidente vai dizer que esta gripe suína lá do outro lado do Atlântico no México não vai chegar aqui, isto é só conversa dos que torcem pelo insucesso dele. E se por acaso chegar vai ser como uma marolinha sem importância. Portanto nada precisa ser feito. É só o povo e a imprensa golpista parar de falar em gripe suína.

Lula daria um bom par com o presidente da África do Sul que diz que para evitar a AIDS basta tomar um bom banho depois da relação sexual.

É isto que dá ter um presidente idiota que pensa ser um deus.