terça-feira, 14 de abril de 2009

Congresso Federal: O portador das benesses!

BRASÍLIA - O deputado federal Fabio Faria (PMN-RN) foi acusado de ter usado a cota de passagens áreas a que tem direito para pagar viagens de atores da TV Globo e da ex-namorada Adriana Galisteu, entre outros amigos, segundo reportagem do portal "Congresso Em Foco". O presidente da Câmara, Michel Temer (PMDB-SP), disse que o uso do recurso público para passagens de passeio "não é o padrão normal", mas disse que o parlamentar devolverá o dinheiro "se achar que deve". Sobre a possibilidade de Faria ser punido pela irregularidade, Temer disse que vai "discutir com alguns companheiros da Mesa".

Em nota divulgada no início da tarde, o deputado Fábio Faria disse que "falhas eventuais já constatadas foram devida e prontamente corrigidas, como o consequente reembolso à Câmara". O deputado diz que cabia ao "corpo técnico" do gabinete o controle sobre emissão de passagens. "A questão relativa à emissão de passagens aéreas é uma atribuição administrativa com a qual nunca lidei pessoalmente", disse o parlamentar na nota. Faria não informou os valores que foram devolvidos à Câmara.

Temer informou que recebeu uma ligação de Faria na manhã de hoje. "Eu disse a ele: 'A cota é sua. Se achar legal, justifique. Se não é adequado, trate de devolver. A Câmara não pode ter prejuízo com o que você eventualmente considere errado.' Ele tem que responder. Se achar que deve devolver, devolverá", afirmou Temer.

Apesar da denúncia, o terceiro secretário da Câmara, deputado Odair Cunha (PT-MG), disse que não haverá mudanças nas regras de distribuição de bilhetes para os parlamentares. Cunha afirmou que Faria só será investigado se algum parlamentar ou partido fizer uma denúncia formal contra ele à Corregedoria da Câmara.

Outros atores

A reportagem revelou ainda que Faria teria pago passagens com a cota do gabinete para os atores Kayky Brito, Sthefany Brito e Samara Felippo para participarem do carnaval fora de época em Natal. As passagens foram emitidas em 2007. No ano seguinte, o deputado teria usado a verba para pagar viagens da ex-namorada Adriane Galisteu e uma viagem da sogra, Ema Galisteu, a Miami.

Além disso, segundo o "Congresso Em Foco", viajaram amigos de Adriane e a arquiteta Viviane Teles, responsável pela decoração, no carnaval de Natal, do camarote "Atlética", de propriedade de Fábio Faria.

"Quem tem de dar explicação pelo uso da verba (em caso de denúncia) é o parlamentar. Este é um tema encerrado na Mesa Diretora. O parlamentar é responsável pelo gasto. Não vamos voltar à Mesa com este assunto", afirmou Cunha. Atualmente, os deputados recebem a verba para pagamento de passagens e não são obrigados a comprovar as viagens nem a revelar os nomes dos passageiros. A Terceira Secretaria é responsável pela distribuição de verbas de passagens.

"Não pode usar a verba para ir a Miami passear", disse o terceiro secretário. No entanto, Odair Cunha afirmou ser impossível ter controle sobre a emissão de passagens para 513 gabinetes. "Ele vai ser responsabilizado se usou indevidamente. É preciso haver uma representação. A regra não vai mudar. Mas quem agir errado vai ser responsabilizado", afirmou Odair Cunha.


Estadão online

Nenhum comentário: