quinta-feira, 16 de abril de 2009

Dilma é ignorante em questões rurais, diz MST



Numa demonstração explícita da resistência dos movimentos sociais com Dilma Rousseff, o líder do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra)João Pedro Stedile afirmou ontem que a ministra da Casa Civil, assim como todo o governo, é "ignorante" nas questões rurais do país.

Para Stedile, integrante da coordenação nacional do MST, o principal nome petista para a sucessão presidencial "não entende nada" de projetos de desenvolvimento para o meio rural. "É um governo ignorante nas questões rurais. Esse governo que está aí, começando pela dona Dilma", declarou. "A Dilma não entende nada de projetos de desenvolvimento rural, senão ela já teria aprovado [linhas de crédito para a agroindústria]", disse.

A declaração do líder dos sem-terra foi feita num debate sobre reforma agrária organizado pela associação de servidores do Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária). Participaram do evento o novo reitor da UnB, José Geraldo, e representantes de quilombolas e do Cimi (Conselho Indigenista Missionário).

Stedile disse que a criação de linhas de crédito para a construção de agroindústrias poderia ter ocorrido por meio do Banco do Brasil e do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social).

"E [no governo] ficam falando em progresso, em desenvolvimento, que não sei o que, que agora vai", disse, antes de citar a ministra da Casa Civil.

Procurada e informada sobre o teor da reportagem, a Casa Civil não havia se manifestado até o fechamento da edição.

Reportagem da Folha do último sábado mostrou a resistência dos movimentos sociais em relação à ministra Dilma e revelou a iniciativa do Palácio do Planalto para aproximá-los.

O movimentos enxergam na ministra uma representante do crescimento a qualquer custo, ou seja, pouco preocupada com questões sociais e ambientais --o que não implica, porém, uma inclinação para outro candidato.


Folha online


Comento: 1 + 1 = 2

Pessoal...

Vocês acham mesmo que na campanha não vão apoiar o PT?

O MST anda mal visto por boa parte da sociedade. Porque não desatrelar a imagem do Movimento à imagem da Ministra?

Junte isso ao post anterior abaixo...

A campanha 2010 está lançada, só não vê quem não quer, ou não sabe e ainda aperta 13 naquelas "tais" urnas eletrônicas.

A perpetuação do poder está nas mãos do "povo". Acredito que mesmo com a vitória de Serra em 2010, como diz o PT: "Estamos prontos para compartilhar o poder"!

Ou seja, apenas mais guerrinha de egos pelo poder maior, porque nossas intituições já estão petralhizadas. Não é um governo pragmático tucano que vai resolver isso tudo ate 2014 com a volta da Mulla¹³.

Por isso: 1 + 1 = 2

Nenhum comentário: