quinta-feira, 9 de abril de 2009

Lula - Uma Biografia Não Autorizada

Lula tem pavor que sua vida pregressa seja "passada a limpo"



Lula é chefe de um governo definido pelo Procurador Geral da República como uma "organização criminosa", que ainda se destaca pela demagogia populista com que seduz a opinião dos simplórios.

Além de montar o maior esquema de corrupção de todos os tempos, apesar das cretinas promessas de "ética", o partido de Lula envolveu-se até em assassinatos, além do uso descarado da máquina pública com fins eleitoreiros, como o badalado programa bolsa esmola. Fascinados pelo mito criado pela propaganda, seus eleitores não percebem que ele dá migalhas a seus eleitores, para reduzi-los a pedintes eternos e eleitores de cabresto, porém, para os banqueiros, destina, por ano, cerca de 160 bilhões de reais. Só estes não têm o que queixar do governo Lula, pois nunca ganharam tanto dinheiro. E ainda há débeis mentais que acreditam que Lula só se preocupa com os "excluídos".
Confiante na inocência e na burrice de seus eleitores, Lula tem a ousadia de falar em ética. Uma relação dos crimes cometidos por assistentes diretos e indiretos de Lula, desde a caixa dois, o mensalão, dólares na cueca, até o dossiê, ocuparia várias páginas e tem sido amplamente divulgada pela mídia e pela internet.

Ele teve a ousadia de se comparar a Jesus, imprimindo na opinião pública a imagem paterna de um político bonzinho, que só se preocupa com os marginalizados da sociedade. Nada mais longe da verdade. Analisando sua biografia surpreendemo-nos com decisões que nada têm de santidade. Para começar, é impressionante a facilidade com que foram atirados às feras seus "companheiros", no assalto ao poder, desde Dirceu e Genoíno até os envolvidos no escândalo do "dossiê".

A verdade, entretanto é que o cubano-brasileiro Dirceu, representante direto do moribundo Fidel, continua dando as cartas, em surdida. Evidentemente, se Lula ganhar, a quadrilha toda volta.


Lula tem pavor que sua vida pregressa seja "passada a limpo". Quando foi entrevistado por Bóris Casoy, não admitiu que o jornalista fizesse perguntas sobre o Foro de São Paulo, por ele fundado, junto ao genocida Fidel Castro, com o objetivo de "recuperar na América Latina" o comunismo que fracassou no Leste Europeu. Mais tarde o PT conseguiu defenestrar Bóris Casoy da TV, pelo crime de falar a verdade!

Sua biografia também tem sido sonegada à população, para não manchar sua imagem de santo, quase uma reencarnação de Jesus! Segundo reportagem amplamente documentada e ilustrada, publicada em 10 de março de 2003 pela Revista Época, ainda metalúrgico da Villares, em 1969 Lula casou-se com uma cândida mineirinha, na igreja, com véu, grinalda e direito a lua-de-mel em Poços de Caldas. Envolvido como sempre em greves e campanhas para incitar os operários a depredar as fábricas, esqueceu-se da suave Maria de Lourdes, dela só se lembrando quando comunicado de sua morte, como diria Lula, "por negligência da rede hospitalar". Desde então agia como se não tivesse nada a ver com a tragédia. Não sabia de nada, não estava nem aí, com a mulher grávida e em coma hepático no hospital.

Com ela morreu também seu primeiro filho. Ela sofria de grave doença, mas os médicos, por falta de alguém que se interessasse por ela, diziam que se tratava de complicações da gravidez, que era assim mesmo etc...

Este trauma deve ter tido grande influência em sua carreira, possivelmente fazendo com que perdesse certas qualidades de caráter e optasse pelo comunismo, o regime mais cruel que jamais existiu, responsável pelo genocídio de mais de cem milhões de vítimas, além de arruinar economicamente dezenas de países. Perdendo a sensibilidade, pretende implantar este regime no Brasil, sabendo que será um desastre, mas que ele e sua trupe se sairão bem, como acontece com a Nomenklatura de todos os países comunistas.


Fenômeno semelhante aconteceu com Hítler. Apaixonado por sua sobrinha, porém muito possessivo e autoritário, por ocasião de uma viagem proibiu-a até de chegar à janela, tal era seu ciúme doentio. Quando voltou ela havia se suicidado, para livrar-se do demônio. Ele se vingou na humanidade.

Lênin, um dos maiores genocidas da História, também passou por um trauma na juventude, ao assistir o enforcamento de seu irmãos, pela polícia do Czar. Ao assumir o poder, entregou-se a uma orgia de assassinatos, principalmente dos proprietários rurais, causando carestia e fome responsáveis pela morte de mais de dez milhões de compatriotas.

Algo semelhante aconteceu com outro monstro, ainda de maior envergadura, Joseph Stálin. Em seus tempos de guerrilheiro e assaltante, apaixonou-se perdidamente. Entretanto, seus colegas de partido comunista decidiram, com sua anuência, que sua namorada deveria entregar-se a empresários e fazendeiros ricos, para conseguir fundos para o partido. Sabendo da concordância de seu namorado, ela preferiu suicidar-se. Mas tarde, a primeira esposa de Stálin também pôs termo à vida. Daí em diante, como confessou, uma morte seria uma tragédia, mas a morte de milhões apenas uma "estatística". Calcula-se que ele tenha torturado e matado cerca de sessenta milhões de pessoas. O horror dos gulags foi bem descrito por Soljenitsin no famoso "Arquipélago Gulag" e nas ilustrações do Coronel Baldalaiev. Em seus famosos expurgos, Stálin tirou a vida de praticamente todos seu antigos aliados, da mesma maneira que Lula tem expurgado, às mancheias, seus antigos companheiros, com a maior frieza. O que interessa é sua sobrevivência e a do projeto de comunização do País.

Stálin, também um ditador teflon, cometeu os maiores crimes e, no entanto, ainda tem admiradores, como Lula, Fídel Castro, Hugo Chávez, etc. Poucos sabem que Stálin foi filho espúrio de um rico fazendeiro que, não querendo assumi-lo, contratou um sapateiro beberrão para criá-lo, como se seu pai fosse. Quando tinha 18 anos seu pai biológico foi assassinado e todas as suspeitas caíram sobre ele. Começou assim a carreira de um dos maiores serial killers do mundo, não obstante hoje emulado por todos os partidos de esquerda, como o PT, o PcdoB, o PDT, o PSOL, o PSTU, etc.

A absoluta falta de ética de Lula, que se irradia pelo partido, é obra de um fanático obcecado pelo poder, que não conhece limites para atingir este objetivo. Mentir descaradamente, prometer aquilo que os eleitores desejam, explorar a boa fé dos pobres, comprar seus votos com o fruto de impostos escorchantes, para ele é tão ético que, com a maior cara de pau, declarou-se o homem mais ético do País! Aprendeu com Goebels, o Ministro da Propaganda de Hítler: quanto maior a mentira, maior a credibilidade. Quase 50% do eleitorado caiu em suas armadilhas, nele depositando seus votos, tão hipnotizados por sua catadupa de mentiras que não percebem que, em quatro anos de desmandos e de passeios em seu avião de ultra-luxo, Lula fez o pior governo de que temos notícia e tudo faz para alinhar o Brasil ao comunismo internacional, hoje liderado pelo boçal Hugo Chávez.

No concerto das nações, o Brasil está na lanterninha, só na frente do Haiti, que é uma grande favela, destruída por outro comunista. O sucesso de que Lula tem se jactado não ocorreu por sua causa, mas apesar de toda a sabotagem que tem efetuado contra o Brasil, que se revela na subserviência que tem demonstrado para com Fidel Castro, Hugo Chávez e até para com o cocaleiro Evo Morales. Afinal de contas, Lula é presidente do Brasil ou do Foro de São Paulo? Votar em Lula é crime de lesa-pátria.



Huascar Terra do Vale 12.10.06

Nenhum comentário: