quinta-feira, 23 de abril de 2009

Morre um pedaço de nossa resistência!


Quinta-feira, Abril 23, 2009

Muito obrigado.

No dia 15 de novembro de 2007, nascia o Coturno Noturno. Um blog totalmente republicano, até na data. Hoje, no contador ao lado, este blog anuncia 1.095.244 visitas. Um outro contador mostra que chegamos a 6.376 posts em 524 dias, uma média de 12 textos diários. Muito obrigado. No dia 23 de abril de 2009, morre o Coturno Noturno, em decorrência dos profundos ferimentos recebidos no dia anterior.Já dizia Alexei de Tocqville: "quando o passado não ilumina o futuro, o espírito vive em trevas." Impossível o coração e a razão resistirem ao que ocorreu, no dia de ontem, com a democracia brasileira, tão duramente defendida ao longo da nossa pequena história de país. O Executivo, o Legislativo e o Judiciário não comemoraram o dia 22 de abril, uma das mais importantes datas do país, a do seu descobrimento. Quanto simbolismo. O Executivo despachou internamente e às 16 horas embarcou novamente para a Argentina. Enquanto isso, o Legislativo tentou lavar a lama que o envolveu em mais um escândalo, o das passagens aéreas, sem, logicamente, devolver o dinheiro roubado dos cofres públicos. Por sua vez, o Judiciário ofereceu à nação uma das provas mais contundentes de que o Brasil é um país que chegou ao fundo do poço, no momento em que um ministro afirmou que o presidente do STF, a nossa suprema Corte, estava destruindo a Justiça do país. Em dias normais, o Coturno Noturno aprofundaria estes temas, com a participação brilhante dos seus comentaristas. O dia não é normal. É o último dia. O Coturno Noturno pára por aqui. Favor não enviar flores e nem e-mails. Muito obrigado a todos vocês. A blogosfera continua, mas o blogueiro perdeu a esperança.




Sem palavras, apenas as manhãs ficarão vazia de uma leitura diária em busca num local onde tudo que se quer de bom, se encontra.
Sinto muito...

Nenhum comentário: