quarta-feira, 27 de maio de 2009

Bloco de apoio ao governo define seus integrantes na CPI da Petrobras

O bloco de apoio ao governo no Senado definiu seus integrantes na CPI da Petrobras. Ideli Salvati (PT-SC), Inácio Arruda (PCdoB-CE) e João Pedro (PT-AM) serão os membros titulares do bloco composto por PT, PSB, PR, PCdoB e PR. Pelo PMDB, os titulares na comissão serão: Romero Jucá (RR), Paulo Duque (RJ) e Leomar Quintanilha (TO).

Os suplentes pelo PMDB serão Valdir Raupp (RO) e Almeida Lima (SE). Já Delcídio Amaral (PT-MS) e Marcelo Crivella (PRB-RJ) serão os demais suplentes do bloco governista. O líder do PT no Senado, Aloizio Mercadante (PT-SP), divulgou os nomes após consulta com o presidente Lula, que voltava de viagem à Salvador (BA). Mercadante desejava fazer parte da comissão, porém, devido a um acordo com o PMDB, não foram indicados líderes partidários para a comissão.

O PTB já havia feito o anúncio de Fernando Collor (PTB-AL) e Gim Argello (PTB-DF) nesta tarde. O PDT indicou Jefferson Praia (PDT-AM) para seu único cargo.

Os partidos de oposição, PSDB e DEM, que têm direito a três vagas, já indicaram seus representantes, mas ainda não foram formalizados à Mesa Diretora. Democratas e Peessedebistas anunciaram hoje a obstrução da pauta do Senado após serem comunicados de que serão preteridos dos cargos de comando da CPI (presidência e relatoria).

Pelo PSDB, os nomes indicados para a CPI são: Álvaro Dias (PR), autor do requerimento de criação da CPI, Sérgio Guerra (PE) e Tasso Jereissati (CE). Já pelo DEM foram definidos os nomes de Antonio Carlos Magalhães Junior (BA) e Heráclito Fortes (PI). A tendência é de que o PSDB fique com duas vagas e o DEM com uma.

UOL

Nenhum comentário: