terça-feira, 12 de maio de 2009

Deputado Estadual do Paraná promove Tragédia em Curitiba. Ele clama por impunidade!



Um acidente envolvendo o deputado estadual Fernando Carli Filho (PSB-PR) deixou dois jovens mortos na última quinta-feira (7) em Curitiba (PR). Na ocasião da colisão, Carli Filho estava com a carteira de habilitação suspensa.

De acordo com informações do Detran (Departamento Estadual de Trânsito), o deputado possuía 30 multas, desde 2003, grande parte por excesso de velocidade. Sem regularizar a situação, a carteira foi suspensa --totalizava 130 pontos, enquanto o máximo permitido é de 20.

De Euclides Lucas Garcia na Gazeta do Povo

Único sobrevivente do acidente que matou dois jovens na madrugada de quinta-feira passada, o deputado estadual Fernando Ribas Carli Filho (PSB) foi multado 30 vezes nos últimos seis anos e acumula 130 pontos na carteira de motorista. Do total, 23 foram por excesso de velocidade – seis delas a menos de dois quilômetros do local da batida. Como o parlamentar não recorreu de sete infrações, ele teve a habilitação cassada e não poderia dirigir desde julho do ano passado.


De acordo com o que determina o Código de Trânsito Brasileiro, três multas foram consideradas gravíssimas, já que o deputado excedeu em mais de 50% a velocidade permitida – apenas uma infração desse tipo implica automaticamente a suspensão da carteira de motorista. No dia 28 de setembro do ano passado, Carli Filho foi multado quatro vezes por excesso de velocidade em pouco mais de duas horas. Em agosto de 2007, ele já havia recebido duas multas pelo mesmo motivo em menos de 40 minutos e, em novembro de 2008, também ultrapassou o limite máximo permitido duas vezes no mesmo dia.Pelo procedimento padrão do Departamento de Trânsito do Paraná (Detran-PR), todo motorista que tem a carteira suspensa recebe uma notificação por correio e deve entregar a habilitação para cumprir a suspensão imposta pela entidade. Como a assessoria do Detran não informou o andamento dos processos envolvendo o deputado, existe a possibilidade de ele ter entregado a carteira e continuado dirigindo sem documento, ou de nem sequer ter cumprido a determinação do órgão. Segundo o Detran, se o motorista não devolver a habilitação, a única chance de a irregularidade ser descoberta é por meio de blitze e fiscalizações.

Recorreu

Carli Filho recorreu de 12 das 30 multas que recebeu desde 2003. O deputado ainda pode recorrer de 11 punições. Como não houve recurso às outras sete multas, o parlamentar teve a carteira suspensa pela primeira vez no dia 18 julho do ano passado. Conforme a legislação de trânsito, condutores multados têm três chances de recorrer da punição, num prazo de 30 dias contados a partir de quando são notificados. O último recurso – que pode ser feito no Conselho Estadual de Trânsito – só é julgado se a multa for paga antes do julgamento.

Além das infrações por excesso de velocidade, o deputado do PSB foi multado seis vezes por estacionar em locais proibidos e um vez por dirigir falando ao celular.

Por meio da assessoria, o também deputado estadual Plauto Miró (DEM), tio de Carli Filho, declarou que a família não irá se pronunciar sobre o assunto e vai aguardar o andamento do inquérito que investiga o caso, em virtude de supostas distorções que têm sido levantadas em relação ao acidente.

Colisão

O acidente, envolvendo um Volkswagen Passat de cor preta – de Carli Filho – e um Honda Fit prata, aconteceu na esquina das ruas Monsenhor Ivo Zanlorenzi e Paulo Gorski, no bairro Mossunguê, Curitiba, por volta da 1 hora de quinta-feira passada. O deputado trafegava pela Monsenhor Ivo Zanlorenzi, quando bateu violentamente contra o Honda Fit. Com o impacto da colisão, os carros foram parar na Rua Barbara Cvintal, uma via paralela ao local do impacto.

Pedaços de lataria, vidros e ferros ficaram espalhados por cerca de cem metros. Os dois ocupantes do Honda, Gilmar Rafael Souza Yared e Carlos Murilo de Almeida, tiveram morte instantânea. Eles voltavam do ParkShopping Barigui, onde Almeida trabalhava há cinco meses.

Indícios

O empresário Gilmar Yared declarou à Gazeta do Povo na última sexta-feira que a morte do filho foi um crime e não um acidente. “Testemunhas disseram que havia um terceiro carro participando de um racha com o deputado. Meu filho, ao contrário, estava bem devagar”, defendeu.

No entanto, a primeira conclusão do delegado responsável pelo caso, Armando Braga de Moraes, é de que não há indícios de racha ou de outro carro envolvido no acidente.

########################################

NO ESTADÃO:

SÃO PAULO - Mesmo com a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) suspensa por excesso de multas, o deputado estadual Fernando Ribas Carli Filho (PSB) se envolveu num acidente que deixou dois mortos na madrugada de quinta-feira em Curitiba, no Paraná. O parlamentar está internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Albert Einstein, em São Paulo, para onde foi transferido no domingo. Ele sofreu traumatismo múltiplo na face, mas segundo boletim médico, está consciente e respirando sem ajuda de aparelhos. Ainda não há previsão de alta.

A Secretaria de Segurança Pública (SSP) do Estado do Paraná informou que o acidente aconteceu em uma esquina, quando o veículo dirigido pelo deputado se chocou contra um carro. Os dois ocupantes do automóvel atingido pelo veículo do parlamentar, Gilmar Rafael Souza Yared, de 26 anos, e Carlos Murilo de Almeida, de 20 anos, morreram no local.

Ainda segundo a pasta, a Delegacia de Delitos de Trânsito de Curitiba está encaminhando hoje para o Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) o inquérito sobre o acidente. Segundo o delegado Armando Braga de Moraes Neto, a lei determina que a autoridade policial envie o caso para o TJ, já que deputados têm direito a foro privilegiado.

####################################


Portal G1:

O deputado estadual Fernando Ribas Carli Filho (PSB) já havia ultrapassado a quantidade de pontos da carteira de habilitação por causa de multas por excesso de velocidade e não deveria estar ao volante quando se envolveu em um acidente, na madrugada de quinta-feira (7), em Curitiba. Ele é o único sobrevivente da colisão com outro veículo onde estavam os jovens Gilmar Rafael Souza Yared e Carlos Murilo de Almeida, que morreram no local.

A relação de multas sofridas pelo político chega a 30 desde 2003, mas 22 delas foram cometidas depois que Carli Filho assumiu o cargo de deputado. As infrações somam 130 pontos. No formulário do Departamento de Trânsito (Detran-PR), a carteira de Carli Filho está em situação irregular. Ele não recorreu de sete infrações e não poderia dirigir desde julho do ano passado.

Em três das multas, ele foi pego pelo radar com 50% acima da velocidade permitida, o que é considerado como infração gravíssima. Cinco delas foram registradas na avenida Monsenhor Ivo Zanlorenzi, mesmo local do acidente de quinta-feira, mas em datas anteriores.

A assessoria do Detran não informou o andamento dos processos envolvendo o deputado. Segundo o órgão, se o motorista não devolver a habilitação, a única chance da irregularidade ser descoberta é por meio de blitze e fiscalizações.


#############################################


Bem Paraná . COM:

O Minitério Público Federal (MPF) designou ontem o procurador da República, Rodrigo Chemim, para acompanhar o acidente envolvendo o deputado estadual Fernando Ribas Carli Filho (PSB). O acompanhamento do processo foi um pedido feito pela família de uma das vítimas fatais do acidente. Parentes dizem desconfiar que autoridades estariam protegendo o parlamentar, informação contestada pelo delegado responsável pelo caso, Armando Braga, da Delegacia de Delitos de Trânsito (Dedetran) que disse estar sendo “cauteloso e imparcial”.

No domingo, Carli Filho foi transferido do Hospital Evangélico de Curitiba para o Hospital Albert Einstein. O acidente aconteceu na madrugada de quinta-feira, na rua Monsenhor Ivo Zanlorenzi, no bairro do Mossunguê, quando o veículo Passat dirigido pelo deputado se chocou com um Honda Fit no qual estavam Gilmar Rafael de Souza Yared, de 26 anos e Carlos Murilo Almeida, de 20 anos. Os dois ocupantes do Honda morreram na hora.

A mãe e o pai de Gilmar Yared prestaram depoimento ontem na Dedetran. O casal Cristiane de Souza e Gilmar Yared, nomearam o advogado criminalista, Elias Mattar Assad. O advogado disse confiar nas investigações coordenadas pelo delegado Armando Braga, mas criticou o fato da polícia não ter pedido exames no sangue do deputado para saber se ele havia abusado de bebida alcoólica ou usado algum tipo de droga.

#############################################

Fábio Campana . COM:

Leia e julgue você mesmo. A Secretaria de Segurança Pública colocou no site do governo uma reportagem sobre as investigações do acidente que envolveu o deputado Fernando Ribas Carli Filho e provocou a morte de dois jovens, em Curitiba (a íntegra está no leia Mais).

A reportagem não dá detalhes sobre o depoimento das testemunhas e apenas informa que as imagens do radar já foram requisitadas. Relata ainda que exames de dosagem alcoólica do deputado já foram solicitados (mas não informa quando estes exames teriam sido feitos) e apresenta uma declaração do promotor Rodrigo Chemin, do Ministério Público, de que nenhuma testemunha teria afirmado ter visto o velocímetro do carro do deputado em 190 km/h (Há testemunhas que viram sim, apesar de que o dado exato é irrelevante, visto a desproporção de velocidade em área não permitida, incorrendo automaticamente em dolo presumido).

Segundo a reportagem, a Delegacia de Delitos de Trânsito de Curitiba está encaminhando hoje para o Tribunal de Justiça o inquérito sobre o acidente, como determina a lei.

############################################

Paraná online :


O promotor Rodrigo Chemim, que atua na área criminal e está lotado na assessoria do gabinete da Procuradoria Geral da Justiça, foi designado pelo Ministério Público Estadual para acompanhar o inquérito que apura as causas e responsabilidades pelo acidente que matou os jovens Gilmar Rafael Souza Yared, 26 anos, e Murilo de Almeida, 20 anos, na madrugada da última quinta-feira, em Curitiba. Outro envolvido nesse acidente foi o deputado estadual Luiz Fernando Ribas Carli Filho (PSB), que está internado no Hospital Albert Einstein, em São Paulo.

O promotor não quis falar com a imprensa, pois prefere antes se inteirar do caso e entender os detalhes da investigação. O acidente aconteceu na Rua Ivo Zanlorenzi, a via rápida que vai do Campo Comprido até o Campina do Siqueira, no Mossunguê. O deputado estava com um Passat e colidiu no Honda Fit, onde estavam os dois rapazes que morreram na hora. O político foi socorrido pelo Siate e encaminhado ao Hospital Evangélico.

Mas ontem quem resolveu falar foram os pais de Gilmar: Cristina e Gilmar Yared. Eles compareceram na tarde de ontem na Delegacia de Delitos de Trânsito acompanhados pelo advogado Elias Mattar Assad. A intenção era ouvir do delegado Armando Braga detalhes do acidente e de que forma corre o inquérito policial.

Visivelmente abalada, alternando choro com momentos de exaltação e revolta, a mãe do rapaz disse que só quer justiça e nada mais vai confortar o seu coração do que a verdade.

“Não podemos aceitar tudo isso de uma forma passiva. Não posso aceitar que meu filho seja tirado da nossa família de uma forma covarde. O corpo dele ficou espalhado pela rua, um banho de sangue no asfalto”, contou (O jovem de 26 anos teve sua cabeça decepada no acidente).

Ela disse também que muitas pessoas estão entrando em contato com a família. “Uns dizem que o deputado foi pra São Paulo para fugir da responsabilidade e, em seguida, vai para fora do País. Outros afirmam que ele estava bem e que, quando estiver pronto para dar esclarecimentos, vai dizer que não se lembra de nada”, contou Cristina.

(...)

“Agora vamos torcer para que o deputado fique bem, que ele seja útil à sociedade e volte para sua família. Assim ele vai poder esclarecer tudo o que aconteceu e ser responsabilizado pelos erros”, completou.

O advogado Elias Mattar Assad, que representa a família de Gilmar Rafael Souza Yared, vítima do acidente de automóvel após colidir com o carro guiado pelo deputado estadual Luiz Fernando Ribas Carli Filho (PSB), disse ontem que teve acesso aos autos no caso.

O advogado informou que Carli Filho possui 30 multas, a maioria delas por excesso de velocidade.A situação da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) do deputado também estaria com indicativo de suspensão, uma vez que ele teria extrapolado o limite de 20 pontos.

“Parece-me que ele estava recorrendo para não perder a carteira de motorista. Pelo histórico, percebe-se que o deputado gostava de correr com o automóvel. A velocidade que ele praticava era para ser utilizada em uma pista de corrida”, avalia. Assad disse ainda que hoje e amanhã mais novidades serão apresentadas.

Dificuldade

Para a imprensa, a apuração de alguns fatos a respeito do acidente em que se envolveu o deputado Carli Filho tem sido difícil. Com relação à polícia, a Delegacia de Delitos de Trânsito não repassa qualquer informação sobre o ocorrido.

Já a Secretaria de Estado da Segurança Pública (Sesp), que revela que não há segredo de Justiça, diz que apenas se tomou essa atitude - de não repassar informações - por tudo ser muito preliminar ainda e também para não prejudicar o andamento da investigação.

A assessoria da Diretoria de Trânsito de Curitiba (Diretran) informou ontem que já recebeu um ofício da polícia solicitando o envio das imagens das câmeras de radares da região por onde passou o deputado na noite do acidente.

Ainda segundo a assessoria, as imagens devem ser enviadas à polícia nos próximos dias, mas não precisou qual dia. A reportagem solicitou à Diretran ontem, por volta das 18h, possíveis multas que o deputado poderia ter sofrido na noite do acidente, mas foi informada de que essas informações só poderiam ser conseguidas hoje, em função do horário.

A reportagem também tentou contato com o gabinete do deputado, na Assembleia Legislativa do Paraná, mas foi informada - por telefone - de que ninguém se encontrava mais no local. A reportagem também ligou para o assessor do tio de Carli Filho, o deputado Plauto Miró (DEM), mas não conseguiu contato com o familiar de Carli Filho.

######################################

COMENTO:
Bem...

Mais um acidente de trânsito, com a triste estatística de 2 mortos jovens.
Brutalidade do trânsito das grandes cidades(Curitiba)?
Muito simplista neste caso específico.
Raramente faço isso, mas aguardava minha esposa se aprontar para levá-la à faculdade, enquanto rodava pelos canais da TV e parei no Datena (BAND - VEJA O VÍDEO AQUI), com o depoimento desta mãe. Realmente comovente ao ponto de me levar às lágrimas, pela forma que talvez ela bradou, onde todos nós queríamos esta força, mas sem o estrago feito na vida dela:

"A Parte mais importante de uma nação é a família! Protejam a família brasileira!"

È a mais pura realidade, e é isso que falta em muitos inescrupulosos, incuíndo alguns paranaenses que se fizerem "vista Grossa" neste caso estaremos de olho!
Principalmente na movimentação facilmente perceptível, de se apagar provas de um Homícídio Doloso (Dolo Presumido), de um ANIMAL, travestido de Deputado, que assassinou friamente (sem pensar em consequencias, além das que o safem de um processo) dois jovens inocentes.
Parabéns ao MPF Paranaense por se mobilizar diante das distorções que o coronelismo local está produzindo em termos de abafamento, em relação à um simples criminoso, se não fosse parlamentar.
Esse o o Brasil de TOLOS!
ACORDA BRASIL!!!!!!!!!!!!!!


19 comentários:

manuella disse...

os políticos quando não matam a população de fome,saem nas ruas com um carro blindado para assassinar pessoas inocentes.

Anônimo disse...

Infelizmente estamos vendo diariamente nos noticiários as mais escabrosas notícias sobre as "vossas excelências" de nosso país, envolvidos em todo tipo de crime e nenhuma providência é tomada, não existe punição para os engravatados do poder. Este caso, provavelmente, será mais um nas estatísticas. Precisamos acordar e nos unir para acabar com essa pouca vergonha. Até quando vamos continuar votando em bandidos? É preciso dar um basta!

Anônimo disse...

ASSASSINOOOOOOOOOOOOOO!!! ASSASSINOOOOOOOOOOOOOOOOO!!!
O TEU TÁ GUARDADO!!! SE NÃO QUEIMAR AQUI MESMO, FICA FRIO QUE UMA HORA VEM!!!!

Daiana disse...

Espero mesmo que tenha justiça, pois ele é parlamentar mais é humano e cidadão e se errou tem que pagar, não é melhor do que ninguem.
E para as familias
Deixo aqui minha solidariedade e minhas orações
Deus com certeza estara olhando por voces

Caroline Carvalho dos Santos disse...

isso é uma falta de respeito! acho que todos deveriam se revoltar contra uma imprudência tão descarada como está sendo!

Mario Alfonso disse...

O deputado não tirou uma CNH e sim um porte de arma, e cometeu um crime doloso, vitimando dois jovens q poderiam estar ocupando a vaga dele na camara dando orgulho ao povo paranaense

Anônimo disse...

Entendo por acidente algo que acontece sem que exista qualquer intenção do agente que o provoca. No entanto, quando alguém como o Fernando Carli Filho assume o risco de transitar por um bairro residencial com seu veículo em uma velocidade de 190 km/h eu acredito sinceramente que isso não seja um acidente.
Infelizmente ele acertou o veículo do Gil, matando este e o Murilo que estava pegando uma carona…
Engraçado que as pessoas culpadas por acidentes geralmente sobrevivem, enquanto que inocentes acabam pagando pelo erra.
Engraçado tantas pessoas torcerem para que este deputado fique bem, por ele ser uma “pessoa de bem”… Pessoas de bem não ocasionam a morte de outras pessoas agindo da forma que ele agiu. Ora, se o fit estivesse em velocidade incompatível com a via, com toda certeza, também teria “voado”… no entanto, o veículo que voou foi o ilustre deputado que muitos insistem em defender.
Me causa uma grande revolta pensar que o ocorrido pode ficar impune… Meu Deus do céu… o que manda em nosso país, o dinheiro?
Independente do que venha ocorrer criminalmente com o Deputado eu sinceramente acredito na justiça de Deus. Com toda certeza esta não falha…
Meus sentimentos vão para a família do Gil e do Murilo… estes que tem a certeza de que criaram pessoas de bem… Sinceramente eu não queria estar no lugar dos pais do deputado… imagine sentir que vc criou um monstro, um monstro capaz de tirar a vida de inocentes…

jane disse...

Boa noite
eu sou de guarapuava
e to morrendo de vergonha
pelo q o fernando fez
meu deus os meninos erao muito
criança pra morrerem dessa forma
justiça mesmo e deus abençoe
a familia desses meninos

sextafreira disse...

O mal está aí: feito e solto. Cabe agora a nós, cidadãos conscientes e solidários, acompanhar de perto este processo. Há que se fazer justiça, pelo menos neste caso! Armemo-nos de uma lupa e averiguemos atenciosamente o desenrolar dos acontecimentos. E se necessário, façamos desta tragédia um marco: demonstremos às autoridades eleitas - e pagas! - por nós, que estamos atentos. Nosso poder está na união, lembremo-nos disto. Aqui não cabe omissão.

Stenio Guilherme Vernasque da Silva disse...

A quem pergunto dos links quebrados do MSM = censura, foram censurados e apagados por alguma liminar, processo. Mauitos sites da mídia anti PT são apagados sem muita explicação. Por isso muitos blogs estão mudando hospedagem para outros países

Anônimo disse...

um parlamentar,um homem eleito pelo povo para lutar e ser exemplo de cidadania,sai pela ruas enlouquecido em um automóvel, pago pelo povo, e mata dois jovens de forma cruel e consequente,pois quem dirige assim perigosamente, quer ver tragédias.QUE O POVO DE CURITIBA NÃO DESISTA ATÉ VER ESSE BICHO ENJAULADO E DESPROVIDO DO SALÁRIO QUE NÃO MERECE RECEBER.

Anônimo disse...

nao vamos julgalo pois ele e um deputado do governo do parana isso foi uma fatalidade o povo devia se unir e nao deixa ele ser julgado pois ele precisa ficar livre para poder fazer bemfeitorias para o governo povo vamos esquecer isso so foi 2 rapazes que morreram mas a vida do deputado e mais importante vamos defender nossa bandeira

Anônimo disse...

sou de guarapuava,sempre ouvi dizer que esse cara não prestava,mais achava que poderia ser coisa de politica, ouvi dizer soube envolvimento com drogas coisas desse tipo, ta ai a prova duas vidas inocentes se foram "maldito" nem podia dirigir, agora só fica uma pergunta...será q o deputado vai sofrer alguma punição tendo ruas na cidade que levam seu sobrenome "vila carli"ou vai ficar por isso mesmo? Minhas condolências as familias... E que seja feita JUSTIÇA, para que o ilustrissimo senhor deputado não volte a tirar vidas de inocentes trabalhadores honestos...

Alice Abad disse...

A morte é um mal irreparável, mas a eleição desse louco assassino não - CASSAÇÃO JÁ!
Para começar esse assassino deve ser cassado e depois responder na justiça por assassinato.
130 pontos na CNH, isso é CRIME ANUNCIADO! Cadê os pais desse louco assassino que não perceberam que o filho iria um dia assassinar alguém?

Anônimo disse...

Este deputado nada mais e do que o fruto de uma educacao errada, sem limites, sem responsabilidades, onde o ter e mais importante que o ser, onde o que importa sao as aparencias. Onde estavam os pais deste animal que nao intervieram impondo-lhe limites desde pequeno? Ao que parece nao e a primeira vez que destroi um carro ao fazer racha, aos 12 anos, menor e sem carteira ja fazia isto e nada foi feito para freia-lo, ao contrario, deram-lhe mais status e poder tornando deputado...sim, elegeu-se deputado com a ajuda do pai prefeito, do tio deputado, do bisavo que foi senador.... Isto tem que mudar...Nos estamos fartos de sermos enganados por aqueles que deveriam estar nos representando, lutando por melhorar as nossas vidas e nao ceifa-las na calada da noite num acidente tragico a 190 km por hora e completamente alcoolisado... Vamos la pessoal, vamos lutar para que este episodio seja muito bem esclarecido e o culpado muito bem punido. Nao podemos nos esquecer e virar a pagina, senao nas proximas eleicoes ele, o mostro, volta com cara de anjinho como candidato pedindo o seu voto!!!

Anônimo disse...

Oh DEUS! Eu não aguento mais ligar a tv e me deparar com situações de pessoas covardes e ter o sentimento de que a justiça vais fechar os olhos mais uma vez (já que o assassino tem dinheiro pra calar a justiça deste pais q muito me envergonha) dá muito ódio ver q quem tem dinheiro pode tirar a vida das pessoas e a impunidade protege o assaino que usa terno e gravata tendo em vista q um cidadão trabalhador e honesto teria sua habilitação suspença por MUITO MENOS q isso. Gente vamos nos mobilizar para q esse monstro assassino tenha seu mandato cassado para q possa ser julgado como assassino q é e seja retirado das ruas ,porq senão nossos filhos pderao ser os proximos Gilmar Rafael, Carlos Murilo e tantos outros(as).Ele tá escondido dentro de um hospital e porq não tem nenhum policial na porta de seu apartamento para garantir q ele não fuja??? ele é um assassino e deve ser tratado como tal!

Anônimo disse...

Que absurdo! Ele tá escondido dentro de um hospital, e porq não tem um policial na porta de seu quarto para garantir que ele não fuja?! Ele é um assassino,a unica diferença é q é um assassino que usa gravata e pior, que nós sustentamos. vamos nos mobilizar pra q ele seja cassado e vá a julgamento normal como um assassino q é.não vamos deixar o dinheiro e o poder q eles tem calar a "justiça" (se é q ainda existe esperança de nesse país ter justiça).

Anônimo disse...

Pior do que ouvir o relato e o desabafo da mãe de Gilmar, do que ver uma família aos pedaços, do que ver fotos dessa tragédia, do que o incontestável que a irresponsabilidade de um , mata mais dois , é ter que dormir e acordar com a incerteza se a verdade virá a mesmo tona, que o culpado será realmente devidamente responsabilizado, que a justiça acontecerá na sua plenitude, pior é ter que combater a tamanha incerteza somente com fé, esperança na mudança apenas com fé, sonho de melhores politicos , só com fé , preocupação com a família só com fé . A fé realmente pode movimentar muitas coisas, mas a atitude são as pernas que a fé precisa pra atingir todos os lugares em que deve permanecer.

Anônimo disse...

Fiquei muito triste ao saber desse acidente quando liguei a televisão, sendo que uma das vitimas eu conhecia que é o o Gilmar Rafael. Hoje moro em Salvador, e na mesma hora entrei de choque e uma tristesa enorme, pois eu conhecia ao Rafa e seus pais.O Rafa menino bem criado, seu vicio era Academia, praticar um exercicio fisico e andar com os amigos. Ajudar os pais na sua empresa, enfim rapaz jovem bonito saudavel, que não cometeu nehuma irresponsabilidade, morrer trajicamente por inconsequencia de uma pessoa que deveria dar exemplo, quando representa a lesgislação. Imagine que exemplo esse rapaz estava dando a sociedade. Meus sentimentos a familia de Rafel e da outra vitima, que Deus conforte o coração de vcs. Que a justiça seje feita.Que não acha nenhum privilegio para esse rapaz. Até porque a Sociedade precisa dessa resposta das autoridades a julgarem esse caso. Aqui fica a minha contestação a esse caso.