sábado, 6 de junho de 2009

A total perda de valores de uma sociedade...


Um vídeo descoberto por policiais da divisão antisequestro da Deic (Diretoria Estadual de Investigações Criminais) mostra um homem suspeito de liderar uma quadrilha envolvida em um sequestro em Santa Catarina ensinando ao filho e a uma sobrinha "técnicas" de como realizar um assalto.

Segundo a polícia, o suspeito é Rafael Borba, que está foragido. Ele teria sido filmado pela mulher, Viviane Stem, 29, camareira de um hotel em Penha, no litoral catarinense, de onde mãe e filho foram levados na segunda-feira (1º). Os dois foram mantidos reféns e libertados 32 horas depois em São Paulo, após o pagamento de R$ 57 mil pelo resgate.

No vídeo, encontrado na casa da camareira, o suspeito "treina" o filho, de quatro anos, e a sobrinha, de menos de três, para o crime, com uma arma de brinquedo. Eles são obrigados a exigir dinheiro de uma boneca, que é feita de "vítima". Borba ainda incentiva ameaças e ensina a agredir a boneca com coronhadas.

De acordo com os policiais, o sequestro teria sido ideia da camareira, que soube da posição social da vítima hospedada no hotel em que trabalhava. Quatro pessoas foram presas: a própria mulher de Borba, a irmã dela, Cristhiane Stem, a mãe das duas, Sulimar Evaristo Stem, e o padrasto. Todos têm passagem pela polícia.

Além de Rafael, condenado por assalto e foragido da Justiça do Paraná, a Polícia ainda busca Adriano da Silva, outro suspeito pelo sequestro. O dinheiro do resgate ainda não foi recuperado. Apenas R$ 2.700 foram apreendidos com os detidos.

UOL


Nenhum comentário: