sábado, 6 de junho de 2009

Médico que praticava aborto é sepultado nos EUA

WICHITA - Centenas de pessoas reuniram-se hoje em Wichita, no Estado americano de Kansas, para o funeral do médico George Tiller, assassinado no último domingo, dentro da igreja que ele frequentava, aparentemente por um ativista antiaborto.



Cerca de 700 pessoas estiveram no santuário da Igreja Metodista Unida enquanto mais 200 acompanhavam a cerimônia por meio de circuito fechado de televisão em uma outra sala.O funeral do médico atraiu também pequenos grupos de manifestantes contrários e favoráveis à prática de aborto.



A clínica mantida por Tiller em Wichita era alvo frequente de protestos por ser uma das poucas nos Estados Unidos a interromper gestações superiores a seis meses.



Um ativista contrário ao aborto, de 51 anos, foi detido nas proximidades de Kansas City horas depois do assassinato e foi indiciado como suspeito do crime. As informações são da Associated Press.

Estadão

2 comentários:

PoPa disse...

Não deixa de ser estranho que um ativista antiaborto seja um assassino, também.

Stenio Guilherme Vernasque da Silva disse...

concordo.
mas, com os anos, aprendi que existem extremistas para tudo, em nome de Deus, da oral, de qquer coisa.
Isso é perigoso: Extremismos!