quarta-feira, 15 de julho de 2009

Honduras e a Aviação Bolivariana


Desde que Zelaya caiu, a meninada pobre de Honduras perdeu uma diversão garantida. Não pousam mais no país as "avionetas" venezuelanas, que pousavam em pistas clandestinas do país. Os radares norte-americanos confirma o súbito sumiço. Ontem, interpelado sobre o fato de que as "avionetas" desapareceram, Hugo Chávez fez uma confissão pública do envolvimento do ex-presidente golpista Manuel Zelaya com o narcotráfico: "agora estão acusando Zelaya de narcotraficante. Dizem que desde que ele foi substituído deixaram de chegar os misteriosos aviãozinhos venezuelanos carregados de dólares e de drogas. Então se usa esse fantasma para qualquer coisa, para derrubar governos, para matar gente". A descrição do conteúdo ficou por conta de Chávez, sem ser perguntado.
....................................................................................................
As negociações de "paz" recomeçam lá por sábado, se não chover, na Costa Rica. O governo americano, ante a um Zelaya ameaçador, pediu "paciência". Ao que parece, o senado americano também está decidindo manter a ajuda humanitária ao país. Continua o barulho, já bem fraquinho, de soluços e ranger de dentes por toda a América Bolivariana.


Nenhum comentário: