quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Mais um bate-boca no Senado

O líder do PMDB no Senado, Renan Calheiros (AL), usou palavrões para atacar o senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), depois de ler em plenário nesta quinta-feira (6) a decisão de seu partido de recorrer ao Conselho de Ética contra o líder tucano na Casa, Arthur Virgilio (AM).

De acordo com pessoas próximas ao microfone de Renan, o líder do PMDB se referiu a Tasso como "coronel de merda". O tucano afirmou que Renan será interpelado por quebra de decoro.

Um comentário:

Anônimo disse...

Chiste, diz:

Crime e Castigo - Estamos levando na brincadeira a questão do erro e do castigo, ou do crime e da punição. Sem limites em casa e sem punição de crimes fora dela nada vai melhorar. (Lya Luft)

O que pode esperar de uma "Casa" onde o parlamentar Jose Kairala foi morto em 1963 e, apesar do flagrante, a imunidade livrou o algoz de qualquer punição