sexta-feira, 4 de setembro de 2009

Simon ironiza: "Sarney deve ser homenageado"!



BRASÍLIA - O senador Pedro Simon (PMDB-RS) ironizou nesta sexta-feira, 4, o fato de o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), mais uma vez ter sido alvo de denúncias veiculadas na imprensa. Ao ser provocado a se manifestar sobre a comprovação de que uma empreiteira comprou apartamentos em São Paulo que estão ocupados por membros da família do peemedebista, conforme publicou nesta sexta o jornal O Estado de S. Paulo, Pedro Simon deixou claro que desaprova com veemência as atitudes do presidente do Senado

"Eu nem leio mais essas denúncias. Eu acho que o Sarney é um homem digno, é um homem correto, é um homem que preza pela transparência. Isso aí é inveja dessas pessoas, eu acho que o que tem que se fazer é uma homenagem a Sarney", disse Simon, irônico, provocando risos entre os repórteres.

Questionado se a reportagem poderia servir de base para uma nova representação contra o presidente do Senado no Conselho de Ética, Simon disse que o ideal seria reunir todas as denúncias contra Sarney e encaminhá-las à Procuradoria-Geral da República (PGR). Em tom de brincadeira, Simon afirmou que quem deveria fazer isso não seria ele, e sim José Nery (PA), único senador eleito pelo PSOL, partido que costuma tomar frente em todos os protestos contra parlamentares envolvidos em denúncias.

O caso da empreiteira

No dia 16 de agosto, reportagem do O Estado de S. Paulo revelou que dois, dos três apartamentos que a família Sarney utiliza no edifício Solar de Vila América, na Alameda Franca, na capital paulista, estão registrados em nome da empreiteira Aracati, que hoje se chama Holdenn Construções, Assessoria e Consultoria.

À época, Zequinha Sarney, irmão do presidente do Senado, afirmou ser dono de apenas um dos imóveis, o qual, segundo informou por uma nota, comprou da empreiteira pelo instrumento de vendas conhecido como "contrato de gaveta" e paga prestações do apartamento até hoje. A Aracati também se pronunciou por nota, confirmando a versão de Zequinha. O outro imóvel registrado em nome da empresa que a família do presidente do Senado afirma não ser dona, já hospedou José Sarney em alguns períodos.

Nesta sexta-feira, 4, O Estado de S. Paulo publicou o recibo que comprova o fato da empreiteira Aracati ter comprado à vista um apartamento no edifício Solar de Vila América e o ter revendido com grandes facilidades para a família Sarney: Zequinha pagou em prestações e não teve que recorrer a nenhum financiador ou instituição financeira para realizar o negócio.

Setor elétrico

A Aracati tem negócios no setor elétrico tem negócios no setor elétrico, conhecido foco de influência política dos Sarney no governo. Nos últimos anos, a Holdenn, novo nome da empresa, foi autorizada a construir duas usinas termoelétricas no Tocantins, com direito a incentivo fiscal aprovado pelo ministro das Minas e Energia, Edison Lobão, apadrinhado de Sarney.


Estadão

Nenhum comentário: