quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

CPI do MST

O senador Almeida Lima (PMDB-SE) foi escolhido para presidir a CPI mista do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra) no Congresso após um acordo entre governistas e oposicionistas.

O deputado Jilmar Tatto (PT-SP) ficou com a relatoria e o deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS), com a vice-presidência.

Apesar da escolha, a comissão só deve começar a trabalhar em 2010, já que o Congresso vai entrar em recesso de fim de ano.

A CPI vai investigar o repasse de recursos de organizações não governamentais para o MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra).

Pelo bloco da minoria no Senado, foram indicados membros da comissão os parlamentares Álvaro Dias (PSDB-PR), Arthur Virgílio (PSDB-AM) e Sérgio Guerra (PSDB-PB), além de Demóstenes Torres (DEM-GO), Gilberto Goellner (DEM-MT) e Efraim Morais (DEM-PB).

Pelo bloco de apoio ao governo, foram indicados Eduardo Suplicy (PT-SP), Serys Slhessarenko (PT-MS) e o senador Inácio Arruda (PC do B-CE).

Para as vagas do PMDB foram indicados os senadores Almeida Lima, Paulo Duque (PMDB-RJ), Gilvam Borges (PMDB-BA) e Lobão Filho (PMDB-MA).

O senador Cristovam Buarque (DF) foi indicado pelo PDT e o senador Mão Santa (PI) irá representar o PSC na CPI.

Na Câmara, Abelardo Lupion (PR) e Onyx Lorenzoni foram indicados pelo DEM. Pelo PSDB, Bruno Araújo (PE) e Carlos Sampaio (SP).

O bloco composto pelo PSB, PC do B, PMN e PRB indicou os deputados Julião Amim (PDT-SC) e Manuela D'Ávila (PC do B-RS). Moreira Mendes (RO) foi indicado pelo PPS.

A vaga do PTB será preenchida pelo deputado Ernandes Amorim (RO) e pelo PP foi indicado Nelson Meurer (PR). O PV indicou Luiz Bassuma (BA) e o PT, Jilmar Tatto, Dr. Rosinha (PR) e Geraldo Simões (BA). O PR será representado pelo deputado Homero Pereira (MT).

Com Agência Brasil

Nenhum comentário: