terça-feira, 26 de janeiro de 2010

Lula e o Irã


"Será que o povo brasileiro sabe o que o governo iraniano faz nas ruas ou às escondidas? Será que não se pergunta por que seu governo despreza as violações dos direitos humanos no Irã? Me entristeceu muito ver o presidente Lula reconhecer publicamente a vitória de Ahmadinejad tão rapidamente. Como pôde fazer isso? Como o presidente de uma democracia pode se unir a um governo que tortura e mata seus estudantes e jovens, sua gente nas prisões, oponentes e minorias? Urge que se dia aos brasileiros que peçam ao presidente que não vá ao Irã ou, convide Ahmadinejad ao Brasil. Lula não deveria fazer amizade com governos criminosos. Não tenho autoridade para falar com Lula. Então, falo ao povo brasileiro."



Shirin Ebadi é advogada e pacifista iraniana, prêmio Nobel da Paz em 2003, devido ao seu desempenho pela democracia e pelos direitos humanos, acima de tudo das mulheres, crianças e direito dos refugiados. Foi a primeira iraniana e a primeira mulher muçulmana a receber o Nobel. Mas hoje se vê constrangida e viver como refugiada na Alemanha.

Nenhum comentário: