domingo, 7 de fevereiro de 2010

Morumbi: 60 mil Pessoas!


"Este é o maior show da história da minha vida, e vocês são um dos maiores públicos para o qual cantei". Foram essas as primeiras palavras de Beyoncé para as 60 mil pessoas que foram vê-la de perto neste sábado (6), no estádio Morumbi, em São Paulo. "Muito obrigada por todo o amor e por me receberem aqui", disse, logo após cantar "Freakum Dress", a terceira música de seu repertório.

O roteiro do show é idêntico ao apresentado na última quinta-feira (4) em Florianópolis, primeira das quatro cidades a receber a turnê "I Am... Tour". Das coreografias e gestos até mesmo às falas, tudo se repete de um show para o outro. A abertura traz apenas a silhueta de Beyoncé no palco, introduzindo um trecho de "Deja Vu" para chamar os sucessos "Crazy In Love" e "Naughty Girl". A apresentação se divide em atos, alguns mais dançantes que os outros, e se encerra com "Halo" após duas horas de espetáculo.

A diferença mais significativa do show de Florianópolis para São Paulo foi o som: na capital paulista, os instrumentos foram regulados em volume mais alto e mais nítido --vantagem para a sua talentosa banda formada só por mulheres (a Suga Mama) e para o competete trio vocal (The Mamas) . A maior quantidade de público também deixou mais forte o coro que Beyoncé organiza durante "Irreplaceable".

Mas não há espaços para improvisos em seu roteiro cronometrado, apenas adaptações como perguntar o nome de um fã próximo ao palco antes de cantar "Say My Name" e entregar ao escolhido uma toalha personalizada com o nome de Beyoncé, ou sugerir para que as pessoas gritem alto enquanto divide a plateia em uma espécie de torcida organizada. E mesmo sem novidade, Beyoncé confirma que é o próprio espetáculo.


Beyoncé - "Crazy In Love"

Um comentário:

Rejane (Mel) disse...

Off Topic

Alguém sabe o que houve com o blog Comunismo nunca mais???

http://comunismonuncamais.blogspot.com