terça-feira, 30 de março de 2010

Em audiência esvaziada, tesoureiro do PT depõe sobre desvios na Bancoop


Como queria o governo, o tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, vai depor nesta terça-feira, 30, na condição de convidado, em audiência pública conjunta, no Senado, das comissões de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle e de Direitos Humanos. Ex-presidente da Cooperativa Habitacional dos Bancários de São Paulo (Bancoop), Vaccari deve falar, a partir das 11h30, em uma sessão esvaziada. Em razão da Semana Santa, muitos senadores não devem vir ao Congresso esta semana.

Acusado pelo Ministério Público Paulista de desviar recursos da Bancoop para campanhas do PT, inclusive as do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Vaccari também foi convocado a depor na CPI das ONGs, em um cochilo dos senadores da base governista. O depoimento na comissão parlamentar de inquérito chegou a ser marcado, mas foi adiado a pedido de Vaccari. Uma nova data ainda não foi definida.

Além do tesoureiro petista, também será ouvido hoje nas comissões do Senado o advogado da cooperativa, Pedro Dallari. O promotor do Ministério Público de São Paulo José Carlos Blat também foi convidado, mas não virá. Ontem, Blat encaminhou ofício ao Senado alegando ter compromisso médico e diligências do caso para fazer.



Estadão

Nenhum comentário: