quarta-feira, 31 de março de 2010

O desabafo de um médico brasileiro


Amigos, neste últimos dias, como de costume, Lula esbraveja e solta baboseiras populistas paratodos os lados. Desta vez disparou contra os médicos:

De acordo com diversos jornais brasileiros, Lula reclamou que os médicos não aceitam ou cobram caro para trabalhar no interior e periferias. O presidente também teria criticado o Conselho Federal de Medicina, pedindo reconhecimento aos diplomas dos médicos formados em Cuba. Ainda criticou o médico responsável pela amputação do seu dedo mínimo da mão esquerda. Sua ira voltou-se também aos contrários à cobrança de novo tributo para aumentar os recursos ao setor de saúde.

Li também a resposta do presidende da Associação Médica Brasileira à respeito (para ler AQUI)

Como médico há 14 anos, sendo que são 13 anos destinados ao SUS, sem negligenciar qualquer fator no trabalho, e tendo a experiência de trabalhar no "interior e nas periferias" (Fui médico da FAB na Amazônia Ocidental), posso dizer:

Trabalhei em Centro de Saúde em Porto Velho, capital de Rondônia (350 mil habitantes), num bairro onde não havia asfalto, a sala do médico nada tinha além da cadeira e mesa (quebrados), sem sequer um otoscópio, ou aparelho de medir pressão arterial (eu usava os de minha propriedade), onde o único antibiótco disponível para entrega à população era Benzetacil; onde tinhamos pelo menos 20 diagnósticos de malária por dia, onde a espera por um simples exame de sangue era de 60 dias, onde um eletrocardiograma demorava 6 meses, e uma tomografia era utopia.

Isso porque, Porto Velho era a maior cidade do Estado e a única com Hospital público de referência terciária do Estado de Rondônia. Por ser da FAB, fazíamos missões de atendimento médico no interior, em pequenas cidades amazônicas onde só se via o médico de 6 em 6 meses e com certeza era médico das forças armadas.

Isso na Amazônia...

Agora no interior de SP, minha terra natal, onde estou já há 12 anos, cheguei a trabalhar em unidades onde faltavam medicações das mais simples possíveis (como diclofenaco e amoxacilina), faltavam aparelhos básicos para condução de consultas simples e cotidianas. Fiz Parte por 8 anos do PSF (Programa de Saúde da Família), que já há algum tempo está "fazendo água" pelo pouco a oferecer perto do que se promete em "leis"(lei 8080 do SUS de 1990 - Governo Collor ainda).
Fazíamos verdadeiros milagres. Fiz parte de equipe de atendimento da zona rural e o pouco que oferecíamos parecia muito aos usuários, perto do que eles nunca tiveram. Mas após os interesses políticos da gestão municipal eram alcançados, o interesse na área diminuia e os recursos também.
Nem questiono o valor de salários, mas sim a TOTAL E INEQUÍVOCA FALTA DE ESTRUTURA DE APOIO ao longo dos anos, mas com extrema PIORA á partir de 2002 (Era Lula), quando ficaram ainda mais escassos os recursos pela municipalização do serviço de saúde. Ou seja, o governo federal pede mais impostos (CPMF) , mas ao mesmo tempo "lava as mãos" , induzindo ao fracasso qualquer tentaiva positiva por qualquer profissional da área da saúde.
Aqui no interior de SP, uma tomografia tem espera de 6 meses, ressonância tem cota de algumas por município ao ano (!!!!!!!), até um Eletrocardiograma leva 60 dias para ser realizado, e a maioria dos procedimentos de alto custo são vilipendiados, diminuindo o interesse das instituições em realizá-los.
Eu, como médico, repudio e me enojo com as declarações de Lula, que mal sabe do que fala, mas quando teve uma pequena alta de pressão arterial, recorreu aos maiores centros médicos como todos os aparatos possíveis e pagos com o dinheiro do Contribuinte.
Isso sem contar o tratamento que a Guerrilheira teve em relação ao seu câncer.
Quando de sua cura , porque ela não disse se envergonhar (nisso Jose Alencar, mais sensato saiu na frente) em que a maioria dos pacientes com o mesmo problema de saúde dela morrem e padecem nas intermináveis filas dos SUS.
E isso é culpa de nós médicos????
E o estado atual do SUS, é culpa de quem???? Da falta da CPMF????
Não !!!
Os inimigos do Estado Democrático de Direito (PT) estão cupinizando e esfacelando a República (ou o Estado, diferente de governo).
O Brasil é o país com mais políticas públicas assistencialistas, mas é, sem dúvida, o pior prestador de serviços públicos possível.
Sr Lula : pegue suas palavras, "engula e as digira como bem quiser" ao falar dos valorosos médico brasileiros, que lutam incessantemente por um SUS melhor, se é que isso é possível.
Quanto aos "Cubanos", devem ter o mesmo tratamento de qualquer médico estrangeiro que quiser registrar seu diploma no Brasil. Além de que a ELAM (Escola Latino Americana de Medicina em Cuba) forma em 5 anos "tecnólogos em Medicina", enquanto as faculdades brasileiras formam em 6 anos MÉDICOS, prontos para esta guerra que é prestar serviços pelo falido e Falso sistema de saúde ("universal e integral"), que nunca saiu verdadeiramente do papel.
Sr Lula, você não deve apenas desculpas a classe médica brasileira como disse o presidente da AMB, mas sim desculpas e responsabilidade CRIMINAL por 8 anos de omissão em relação ao SUS que é nosso maior genocida silencioso.
Me sinto de consciência totalmente tranquila nos anos dedicados ao SUS.
Mas agora cansou!!! Sou profissional extremamente liberal e atendo em consultório particular e nem sequer convênios aceito. Não aceito me aviltar, ao mesmo tempo não aceito que se avilte o nível de qualidade do trabalho, criando a SUBMEDICINA de pobre para pobres.
Chega de hipocrisia e sustentar falácias em uma popularidade de 350%. FORA PT!


Stenio Guilherme Vernasque da Silva
Médico
CRM - SP - 86896

Um comentário:

lobão disse...

Amigo Stenio, navegando por aí, descobrí esta jóia:



Antes da posse:

01-Nosso partido cumpre o que promete.
02-Só os tolos podem crer que
03-não lutaremos contra a corrupção.
04-Porque, se há algo certo para nós, é que
05-a honestidade e a transparência são fundamentais.
06-para alcançar nossos ideais
07-Mostraremos que é grande estupidez crer que
08-as máfias continuarão no governo, como sempre.
09-Asseguramos sem dúvida que
10-a justiça social será o alvo de nossa ação.
11-Apesar disso, há idiotas que imaginam que
12-se possa governar com as manchas da velha política.
13-Quando assumirmos o poder, faremos tudo para que
14-se termine com os marajás e as negociatas.
15-Não permitiremos de nenhum modo que
16-nossas crianças morram de fome.
17-Cumpriremos nossos propósitos mesmo que
18-os recursos econômicos do país se esgotem.
19-Exerceremos o poder até que
20-Compreendam que
21-Somos a nova política.

Depois da posse:
Releia o texto de baixo para cima ...