sexta-feira, 26 de março de 2010

O Estados Atômicos


A Coreia do Norte ameaçou realizar um "ataque nuclear sem precedentes" contra qualquer tentativa de derrubar o regime comunista de Kim Jong-il, informou a agência oficial norte-coreana KCNA, citada pela sul-coreana Yonhap.

A ameaça aconteceu depois que a imprensa sul-coreana informou na semana passada que especialistas em segurança nacional de Coreia do Sul, China e Japão se reunirão em abril em Pequim para discutir possíveis respostas a um possível colapso do regime norte-coreano.

Um porta-voz do exército norte-coreano qualificou como "sonho inalcançável de um lunático" o fato de esperar uma situação de emergência em seu país que provoque a queda do regime de Kim Jong-il, e assegurou que quem tentar derrubá-lo será vítima de um "ataque nuclear sem precedentes de um exército invencível".

Segundo o porta-voz, Coreia do Sul e Estados Unidos não têm intenções de melhorar suas relações com a Coreia do Norte, e só se dedicam a elaborar um plano para acabar com o regime de Pyongyang.

As ameaças norte-coreanas acontecem pouco depois que o general Walter Sharp, responsável pelos 28,5 mil soldados americanos desdobrados na Coreia do Sul, destacou há uma semana a possível instabilidade na Coreia do Norte.

O país comunista atravessa uma grande crise econômica devido às sanções internacionais impostas pelo lançamento de um foguete de longo alcance e o teste nuclear do ano passado.



Estadão

Nenhum comentário: