quinta-feira, 22 de abril de 2010

Eu renuncio! Adeus Brasil.


MODELO DE REQUERIMENTO DE
PERDA DA NACIONALIDADE BRASILEIRA


REQUERIMENTO DE PERDA DA NACIONALIDADE BRASILEIRA


Ao Excelentissimo Senhor Ministro da Justiça,

Paulo Airton Pavesi, natural da cidade de Sao Bernardo do Campo – Sao Paulo, filho de Haroldo Pavesi e Cleusa Alves Lago, nascido em 09/09/1967, estado civil divorciado, residente na Italia, venho solicitar a perda da nacionalidade brasileira nos termos do art. 12, § 4°, inciso II da constituiçao federal, ja que adquiri voluntariamente a nacionalidade italiana por processo de naturalizaçao.

Nestes termos, pede deferimento.

Em 21/04/2010

________________________________________


Segundo o formulario original obtido no site do Consulado brasileiro em Milao, deveriam ser anexadas copias dos documentos abaixo relacionado:

  1. Copia autenticada da certidao de nascimento; e,
  2. Copia autenticada do certificado de naturalizaçao, legalizado junto as autoridades consulares brasileiras no exterior e traduzido oficialmente.

No entanto, como esta registrado nos arquivos do Ministerio da Justiça, Ministerio Publico Federal, Policia Federal e diversas outras instituiçoes, desde o assassinato do meu filho para fins de trafico de orgaos tenho enviado dezenas de documentos que comprovam a omissao e a conivencia do estado brasileiro, sendo que todos foram sempre ignorados. Logo, concluo que seja desnecessario enviar copias dos documentos solicitados para este termo, ja que nada que eu os envie parece ter validade.

Imagino que a minha certidao de nascimento possa ser obtida pelo Ministerio da Justiça com base nas informaçoes enviadas neste formulario, pois foi assim que localizaram meus e-mails e quebraram o sigilo de minhas contas, sem qualquer motivo que o justificasse. Nao me parece ser uma tarefa dificil para este Ministerio requerer tais certidoes no cartorio onde foram lavradas. Afinal, o proprio Supremo Tribunal Federal aprova até mesmo a quebra ilegal de sigilos praticadas por ministros, como ocorreu no recente caso de Francelino dos Santos Costa.

Em relaçao a certidao italiana que me solicitam, tudo indica que é um documento, como o proprio nome diz, italiano.

Considerando que o governo brasileiro ignora sentenças judiciais italianas e documentos italianos, como por exemplo, no caso Cesare Battisti, alegando que na Italia nao ha democracia e que existe perseguiçao politica, concluo ser desnecessario envia-las para o governo brasileiro, tao serio, tao honesto e acima de qualquer suspeita. Nao devem ter qualquer validade.

Por ultimo, considero que, a partir do recebimento desta correspondencia, nao terei mais nenhuma relaçao com o estrado brasileiro, nem deveres e nem obrigaçoes, nao sendo necessario neste momento destacar a perda dos direitos, pois estes ja foram suspensos ha pelo menos 10 anos.

Sem mais

Atenciosamente
Paulo Airton Pavesi


Chegou o dia. Acima, copia do pedido de renuncia a cidadania brasileira.

Adeus Brasil da falta de honestidade, da falta de preocupacao e de respeito aos seus cidadaos.

2 comentários:

A Língua! disse...

Meu amigo,

Se a Espanha cedesse cidadania para bisnetos, eu já teria solicitado a minha cidadania espanhola. Estou com vontade de chorar, viver num país dominado pelos donos do narcotráfico na América Latina, e as forças filhas das putas só batendo continência e rebolando cús no 7 de setembro para essa korja prostitutka sovietka.

Tenho muito orgulho da sua atitude.

Brasil, fodil!

Stenio Guilherme Vernasque da Silva disse...

Amigo...
Não fui eu.
Foi o colega Paulo Pavesi :

http://ppavesi.blogspot.com/