quarta-feira, 19 de maio de 2010

INSS: Mais uma instituíção que deveria servir aos trabalhadores brasileiros, mas...


O INSS arrecada dinheiro aos milhões mensalmente do trabalhador brasileiro, e deveria ser responsável pelo pagamento de aposentadorias, pensões, auxílios-doença, etc.
Sou médico ortopedista, lido com DOR todos os dias, e acompanho trabalhadores e suas relações com o INSS já há 14 anos.
Deve haver muitas fraudes em relação ao recebimento indevido de muitos benefícios, mas isso não justifica o que vem acontecendo, principalmente depois da gestão Lula em 2002 (mas também era ruim com FHC).
Além disso, colegas médicos, que são peritos (muitos amigos, inclusive) acabam por inviabilizar qualquer tipo de relação sadia entre o trabalhador e o serviço que DEVERIA ser prestado pelo INSS.
Muitos peritos são probos, honestos e fazem o serviço de maneira extremamente profissional, mas alguns...
Vou exemplificar aqui em minha cidade, com 40 mil habitantes, no interior de SP, com um Posto de atendimento do INSS que conta com 3 medicos peritos concursados:
Lido com pacientes trabalhadores que sofrem acidentes no trabalho ou fora dele, com pacientes que trabalharam duro por uma vida inteira (fui por 8 anos Médico da Família e Comunidade de toda área rural desta cidade).
Então sei bem como o corpo padece diante a trabalhos ditos "brutos". Lembro também que em gerações anteriores, os adolescentes, desde cedo começavam a ajudar seus pais no serviço rural, às vezes até com menos de 12 anos. Hoje estes pacientes estão com idade superior a 60 anos e sua estrutura ósteo-articular parece 20 anos mais velha e destruída.
Atendo em meu consultório pacientes humildes que se matam a juntar dinheiro para pagar uma consulta (pelas parcerias municipais, sindicatos, planos, chegam a 100 reais) e fazer tratamento, necessitando de afastamento do serviço para poder se reabilitar ou até mesmo ir até aposentadoria por invalidez.
Vou dizer de forma bem clara: Não vendo laudos e atestados, e o que vai escrito no documento é exatamente o relatório da doença, do tratamento, da evolução, e do prognóstico de cada paciente. Não omito , muito menos invento situações.
Pois bem, aqui os 3 "colegas" peritos, fazem o que for possível para dificultar o acesso do trabalhador ao benefício a que tem direito. Solicitam exames caros e desnecessários, inventam a obrigatoriedade de procedimentos médicos ou de saúde auxiliar, ao ponto de tentar fazer o paciente desistir da empreitada. E que ás vezes não tem solução, pela incapacidade física destes.
Eu poderia me calar, afinal o valor da consulta é o mesmo se o paciente tem ou não a garantia de um bom e profissional atendimento no INSS. Mas abri a boca e: PIOROU ainda mais. Agora eles dificultam mais ainada quando o laudo é assinado por mim, como "birrinha" infantil de profissionais médicos os quais jamais poderiam exercer tal atividade pela incapacidade técnica, ou por desvio de caráter mesmo em fazer mal a tanta gente assim. Porque afinal?? quem sai perdendo??? Eu??? Claro que não. Meu consultório continua cheio pela lei de mercado que diz que quem tem competência se estabelece.
Mas estes concursados não tem sua competência e probidade avaliada em um simples prova de concurso.
E pior vejo diariamente, e me alio a sua dificuladade, pacientes jogados em filas intermináveis para serem maltratados à frente de pseudo-peritos que não deveriam ser funcionários públicos federais e bem remunerados. Fizeram em nível nacional (os peritos) a diminuição do número de perícias, alegando tempo insuficiente (atual: 20 minutos); cobram do Instituto que devem ter mais tempo, mas na prática não levam nem 5 minutos para avaliar um paciente, um laudo ou um exame.
Oras, se sou médico credenciado pelo CRM/CFM, e emito um documento (laudo) declarando detalhadamente a situação do paciente e o quanto ele precisa do afastamento, porque dificultar essa relação solicitando à margem de minha conduta, mais exames ou mais procedimentos desnecessários, que inclusive a maioria nem entende o que vê, pela má formação acadêmica e pura ignorância mesmo. Eu detalho inclusive no documento a conduta relacionada pela literatura médica vigente, mas ...
Esse texto é mais um desabafo, o qual já fiz ao vivo aqui na cidade, mas só piora a situação. Se governa para o Sistema e não para a população.
Se esqueceram de conceito correto de República, onde com sua voraz atuação se confunde com o conceito de Estado e Governo.
Precisamos moralizar a entrada de qualquer profissional médico, mesmo sem formação adequada porque estudou uns dias e passou num concurso que não avalia nada. Senão ficamos reféns nas mãos de sociopatas que estão lá só para bater ponto e ainda por cima negligenciam um trabalho que deveria ser sério e de suma importância.
Mais uma turminha "de branco" que ajuda mais e mais a destruir o Brasil e seus trabalhadores que todos os dias ajudam e constroem o parimônio que representa toda essa Nação.

2 comentários:

Sapo disse...

Boa tarde, Stenio
Assunto: Blog indicado
Não consegui achar onde votar no site indicado.
Não dá para fazer com que clicando no logotipo vá direto ao local onde se vota.

Stenio Guilherme Vernasque da Silva disse...

boa idéia .
feito