terça-feira, 15 de junho de 2010

Copa do Mundo 2010 : Estréia do Brasil


Os termômetros marcam 4ºC. A sensação térmica é de -1ºC. Os brasileiros, porém, ignoram o frio para presenciar a estreia da seleção na Copa do Mundo, às 15h30 (de Brasília) desta terça-feira, diante da Coreia do Norte, no estádio Ellis Park, em Johanesburgo. Com os portões abertos, os torcedores começam a encher as frias arquibancadas.

O acesso ao estádio foi liberado às 11h30 (de Brasília). Brasileiros de diferentes lugares chegaram cedo. Às 9h30, torcedores de Botafogo e São Paulo já aguardavam ansiosos a abertura dos portões.

O paulistano Iuri Barros, de 39 anos, desembarcou pela manhã em Johanesburgo vindo de Durban, onde o Brasil faz a sua terceira partida na primeira fase, contra Portugal, no próximo dia 25. “Cheguei aqui e não tinha ninguém”, constatou o torcedor são-paulino, executivo de uma empresa de sistemas.

Aos poucos, encontrar brasileiros com camisas de inúmeros clubes de futebol se tornou algo comum.Torcedores de Atlético-MG, Cruzeiro, Corinthians, Palmeiras, São Paulo, Botafogo, Flamengo, América-RJ, Fortaleza e Coritiba começaram a se acumular nas catracas de acesso ao Ellis Park.

Muitos torcedores de Moçambique, país vizinho da África do Sul e colonizado por Portugal, também engrossaram a torcida brasileira. E todos otimistas. “Vai ser 4 a 0 para o Brasil”, disse Custódio. “A Coreia do Norte não marcará nenhum gol. Resta só saber quantos os brasileiros vão anotar”, emendou Billy.

Outra coisa em comum entre brasileiros e moçambicanos foram os trajes contra o frio. Para o horário da partida, a expectativa é que a temperatura atinja até -2ºC e sensação termina de -6ºC.

Brasil e Coreia do Norte fazem o segundo jogo do grupo G. Também nesta terça-feira, Portugal e Costa do Marfim ficaram no 0 a 0 na partida disputa em Port Elizabeth, somando um ponto cada.

A igualdade sem gols, inclusive, foi acompanhada por torcedores já dentro do complexo do Ellis Park. Um telão montado pelos organizadores reuniu principalmente fãs da Costa do Marfim, uma das seis seleções africanas desta Copa.

Nenhum comentário: