quarta-feira, 30 de junho de 2010

O Brasil e a Copa do Mundo 2010


Hoje, é o primeiro dia, desde 11/06, na Copa onde não temos jogos. Sexta feira a Copa retorna com Brasil e Holanda, às 11 horas, pelas quartas de final.
Particularmente, eu sou um fiel apaixonado por Futebol, e já que raramente tiro férias, pude desacelerar minha agenda e assistir a praticamente todos os jogos até aqui. Só ficaram impossíveis os jogos que foram realizados às 8 e meia da manhã.
Não uso a Copa como falso Ufanismo ou a "Pátria de Chuteiras", mas sim como um entretenimento de grande valia em meu descanso.
Apesar de que, quando iniciam as notas de nosso Hino, fico todo arrepiado e canto em pé de frente a bandeira que tenho aqui em casa. Questão de civilidade, respeito e lembranças de minhas origens como médico militar da FAB.
Nestes 20 dias de Copa eu escrevi pouco e confesso que era justamente para sobrar tempo para os jogos.
Mesmo porque, além do próprio país parar, escreveria sobre o que?
Sobre as pesquisas eleitorais que mostram Dilma à frente de Serra? Isso não há o que escrever.
Apenas que ao que me parece, o PT está conseguindo consolidar sua Revolução Socialista, dentro dos princípios da democracia direta e não representativa Brasileira.
Ou escrever que o DEM está tristinho pelo PSDB ter escolhido Álvaro Dias para vice?
São todos da mesma laia, da mesma esquerda podre que tentamos combater diariamente aqui.
Usei mesmo a Copa como meu "ópio", deixando um pouco de lado este massante cotidiano político atual.
Mas sigamos em frente, não pela eleição, mas sim por tentar manter vivos os valores ocidentais, que formaram nossa civilização, e os princípios básicos do Estado Democrático de Direito: Direito à propriedade, liberdade de expressão, liberalismo econômico e Meritocracia.

Nenhum comentário: