terça-feira, 26 de outubro de 2010

Percepção de corrupção piora sob Lula, diz ONG


Jamil Chade CORRESPONDENTE / GENEBRA - O Estado de S.Paulo

Crescimento da economia, a organização da Copa do Mundo e dos Jogos Olímpicos, distribuição de alimentos por programas sociais e um líder "carismático" estão abafando problemas profundos de corrupção no Brasil. O alerta é da entidade Transparência Internacional, que publica hoje sua classificação anual dos países considerados os mais corruptos do mundo. Pelo ranking da organização não governamental, a percepção é de que corrupção hoje no Brasil é pior que no início do governo Lula.

Na classificação (ver tabela ao lado) sobre a percepção de corrupção em cada país, o Brasil subiu da 75.ª posição para a 69.ª entre 2009 e 2010. Mas a entidade aponta que isso não significou que a situação do País melhorou, já que a pontuação foi exatamente a mesma de 2009 e pior que nos anos anteriores. A ONG ainda alerta: a corrupção no Brasil é um problema que não foi resolvido pelo governo Lula.

Em 2002, por exemplo, o Brasil era o 45.º colocado na lista, com uma pontuação superior à de hoje. Em oito anos, a constatação da entidade é de que o Brasil desabou na classificação. "A mudança de posição no ranking não é o importante. O que importa é que a pontuação do Brasil não melhorou", explicou Alejandro Salas, diretor da entidade para as Américas. A mudança de posição, disse, ocorreu porque outros caíram e o relatório deste ano tem dois países a menos.

A classificação, elaborada a partir de pesquisas de opinião com o setor privado, foi estabelecida pela entidade para medir qual era a percepção sobre a corrupção em 178 países. "Os países vistos como altamente corruptos ganharam nota zero. Os que são considerados limpos ganharam notas próximas de dez. Já o Brasil está desde 2009 com apenas 3,7 pontos, o que significa que foi reprovado de novo."

Para a elaboração do ranking, o setor privado foi questionado sobre a frequência em que é obrigado a pagar propinas ao governo, corromper funcionários ou ajudar no desvio de recursos públicos. O Brasil continua sendo visto como um país mais corrupto que a África do Sul, a ditadura na Tunísia, Malásia, Arábia Saudita, Botsuana, Turquia, Gana e Ruanda. O Brasil estaria na mesma situação em Cuba, além de Romênia e Bulgária, os países mais corruptos da Europa.

"Em épocas tão positivas de crescimento econômico, com a organização dos Jogos Olímpicos, da copa, por ter um líder carismático, a percepção é de que a corrupção passou a um segundo nível no Brasil, que não afeta ao cidadão", disse Salas. "Enquanto os interesses mais imediatos são atendidos, como com um programa social, a corrupção passa a ocupar um lugar secundário." Ele lamenta que o tema da corrupção não tenha sido mais decisivo nas eleições no Brasil. "O assunto não foi central e não está afetando o apoio dos candidatos."

Nenhum comentário: