sexta-feira, 3 de junho de 2011

Vamos tentar rever o conceito de intolerância?

Para quem não assistiu aos vídeos que o MEC quer que crianças vejam nas escolas, teoricamente no combate a intolerância contra homossexuais (a dita "homofobia").






Infelizmente (quem os assitiu com atenção) nossas crianças terão um "nó mental" ao assistir este tipo de material abominável, que incita ainda mais a intolerância, impondo um estilo de vida que é de extremo foro íntimo, inclusive do seio familiar.
Eu não tenho nada contra os homossexuais, mas tenho certeza que a atual "militância" (esses movimentos LGBTXYZ, hoje capitaneadas pelo deputado "ex-BBB") é nociva para todo o Brasil, e isso inclui os próprios homossexuais.

ATENÇÃO: Comentários HETEROFÓBICOS não serão tolerados.

5 comentários:

José de Araujo Madeiro disse...

Stenio,

Comentário:
Lula faz visita ($$$$$$$$$$)
ao Fidel Castro e ao Hugo Chaves.

Os PTralhas continuam fustigando o povo, fermentando uma reação imprevisível da nação brasileira, acreditando que o povo não reagirá à Ditadura Comunista no Brasil.

O fato é que eles não dispõem de apoio das FFAA para uma aventura dessa envergadura. De esmagar à nação brasileira.

Vejamos bem qual foi a resposta dos evangèlicos e católicos na questão dos KITS-GAY nas escolas e do Casamento Homossexual.

Certamente, a resposta da nação será imprevisível, quando estiver instalada uma ditadura civil no Brasil.Quando o povo não tiver a plena liberdade e com controle da imprensa. Quando o poder totalitário não estiver dando satisfações a ninguém, locupletando-se da Economia, em bnefício de um único partido e tratando a população com distribuição de migalhas, tais como acontecem em Cuba, há 53 anos nas mãos de Fidel Castro.

O Lula é um persona doente. Não há adjetivo pernioso para qualificá-lo. Embriagado pela vaidade e pela falta de escrúpulos, o Lula visa apenas o Poder e, para isto, precisa tomá-lo da nação, dentro dos métodos gramscitas, já que não dispõe de apoio militar para dar um Golpe de Estado. Mas, com apoio do PMDB, está dando um Golpe Branco na Dilma. Que será consumado com a permanência do Palocci.

Temos que encontrar um meio de jogar o STF para ser interpelado e contraditado pela imprensa.

O Congresso Nacional já está sendo interpelado pela imprensa, face os escândalos do Palocci e de outros do passado recente, como do Mensalão.

Conforme a matéria do Radar Político, o Lula está em Cuba e depois vai à Venezuela, deixar a grana dos brasileiros, a fundo perdido, pela ajuda do BNDS, com apoio dos eleitores das bolsas família, verde, miséria e de outras irrelevâncias financeiras prestadas pelo Estado PTralha.

Quando eles lhes negam dinheiro para o SUS, para Segurança, para assistências nos casos das enchentes, soterramentos pelas chuvas nas favelas dos morros, etc.

Este é o quadro do atual governo comunista do Brasil e que a classe média, como nós, não estamos sabendo como enfrentar, para impor a nossa Democracia. Pelo menos contrabalançar na correlação de forças. O PMDB apenas dividiu o poder do PT, mas apenas para seus interesses e não os da nação.

Todavia, o Palocci é a bola de vez, temos que mantê-lo sangrando para que a Dilma perca credibilidade e extensiva ao Lula tentado salvá-la. É como num jogo de xadrez. O Palocci como um Cavalo, a Dilma como uma Dama e o Lula como um Rei.

No entanto, quando todo o Estado Brasileiro estiver nas mãos dos PTralhas, aparelhado como eles pretendem e cumprindo às determinações do Governo Cubano, como se observa através do Lula, não temos bola de cristal para prever o que nos possa acontecer.

Porém fizemos, com consciência, o nosso dever de cidadãos.

Mas o flanco está aberto. Reforçar o contraponto, em conjunto, aos evangèlicos e católicos, sem preocupar com as pequenas divergências. O foco de atuação deve ser este, do enfrentamento à Ditadura Civil no Brasil. Contra o Poder PTralha.

As questões menores e surgidas entre nós serão resolvidas noutras ocasiões.

Mas que Deus nos ilumine e guarde!

Att;
Madeiro

Milton disse...

Para início de conversa, o vídeo não é destinado a "crianças", mas sim à adolescentes do 9º ano do Ensino Fundamental ao 3º ano do E. Médio. É de extrema necessidade que tais vídeos cheguem a escolas de todo o país... Está na hora de nosso povo para de demonizar relações entre pessoas do mesmo sexo. O amor tem de ser enaltecido em todos os sentido, bem como a tolerância e o respeito. Só assim - partindo da base de nossa sociedade - podemos formar uma nova legião de brasileiros: não formada apenas por homens e mulheres, mas por homens, mulheres, travestis, transsexuais e quem mais sentir o sangue verde-e-amarelo. Tudo é para todos, principalmente o respeito e a dignidade.

palavras de um hétero, se é que isso importa.

Stenio Guilherme Vernasque da Silva disse...

Milton, Hetero ou não vc está é pregando a intolerancia. Admitindo que existam pessoas mais especiais do que outras, o que é um absurdo.
Permita discordar dos absurdos que vc escreveu acima...
Nada tenho contra homossexuais, mas contra essa doentia militância de pessoas que precisam relmente de um psiquiátra e jamais deveriam ter acesso a qquer tentativa de ensinar alguém
Nossa educação já é uma lástima, imagina nas mão de pessoas abomináveis que fizeram esse "kit".
Seja pra começo e conversa ou pra término dela...

Milton disse...

é exatamente o contrário! Não é colocando essas pessoas em um nível superior. É colocá-las no mesmo nível que nós, héteros, sempre estivemos. Imagina o preconceito e o sofrimento que muitos homossexuais devem ter passado por toda a vida? É triste ver que isso poderia continuar num país que tem crescido tanto como o nosso. Concordo plenamente que a educação brasileira deixa, sim, a desejar, mas não podemos permitir que se crie mais uma geração de pessoas guiadas por puro preconceito. Por mais que a religião não permita, tem de haver o respeito. Por exemplo, eu não planejo nunca me casar com outro homem, mas por quê um casal gay não pode fazê-lo? Tem de fomentar nos adolescentes uma ideia de igualdade entre as pessoas, seja por gênero, seja por orientação sexual. Há opções!

Blue Eyes, Na Resistência disse...

Nada que um bom tratamento hormonal não resolva... alias, quem disse que transsexualidade é questão de opção? ela não é opcional... ela decorre de uma pertubação de ordem psico-afetiva com degrades de insanidade traumática... mas existe remédio... psicoterapeutas conceituados tem consequido reverter tal perturbação... é um caso de saude, apesar da ONU e sua meta de acolher as minorias com propositos dominativos dizer o contrario...